Crianças - Noções Iniciais

Quem tem crianças em casa sempre está as voltas com algumas preocupações, como: alimentação, higiene, sono...
É muito comum ouvirmos pais reclamando que os filhos 'não comem nada', ou só 'querem saber de porcarias', não dormem na hora certa ou são muito agitados...
Primeiramente é necessário ser crítico: a família deve ter seu papel bem definido. Quem é a criança da casa? Quem tem autoridade sobre quem?  Você está no controle ou seu filho é a Vossa Majestade (o Rei do lar)? Uma vez entendidas as responsabilidades e implicâncias de cada papel, estabelece-se horários para as atividades (alimentação, estudo, lazer, descanso).


Parece fácil ou um mero detalhe, mas são itens que fazem toda a diferença na vida das crianças. Rotinas muito puxadas também não ajudam, escola, natação, teatro, judô, dança... Uma longa lista de cursos extra curriculares podem ser bons para os pais (pois garantem segurança e ocupação às crianças no período em que não estão por perto), mas podem contribuir negativamente gerando stress e um desgaste diário, muito além do normal para a idade dos pequenos. Daí surtirem o efeito contrário: as tão desejadas noites de sono começam cada vez mais tarde e terminam cada vez mais cedo. O apetite muda, o comportamento que antes era apenas de uma criança ativa, passa a ser de uma criança explosiva, irritadiça...ás vezes, até brigona. Há ainda ocasiões onde a criança passa a perder o tempo de socialização procurando atividades mais calmas, ou até mesmo dormindo fora do horário habitual - sendo vista como preguiçosa. O alerta já está soando! 

O Sono:

Criança que não tem um sono noturno reparador, não tem boa memória, boa concentração, seu rendimento escolar cai, não produz hormônio de crescimento, entre outros agravantes. Notas vermelhas = stress em casa, papais e mamães tiram videogame, shopping, casa dos amigos, dão castigo, castigo, castigo; o que só aumenta o stress dessa criança. Novamente ,se o rendimento escolar persiste insatisfatoriamente, a auto-estima da criança tende a ficar abalada, o comportamento muda, o apetite também pode fugir ao controle (aumentar ou diminuir drasticamente).

Alimentação: 

Crianças mal nutridas, como todos sabemos não tem seu desenvolvimento pleno, além de reforçar o ciclo escolar de declínio, podem apresentar doenças como anorexia, obesidade, dermatoses(doenças da pele), depressão e outros transtornos de ansiedade. Note que ser mal nutrido, não significa uma criança magra ou anoréxica. Crianças obesas - como resultado de uma alimentação rica em gorduras e pobre em vitaminas e sais minerais, também são mal nutridas. 

Se seu filho detesta alguns tipos de verduras, ou legumes, não precisa fazer da hora da refeição um suplício, mas evite e substitua frituras e refrigerantes por grelhados e sucos. Nos lanches também optar por biscoitos (sem recheio), cereais e vitaminas de frutas já mudam completamente a qualidade da dieta(alimentação diária).

Obs: Biscoitos de recheio aumentam muito o colesterol, além de possuírem altas doses de corantes. Biscoitos do tipo snacks podem ser muito salgados e igualmente conterem alta carga de corante amarelo (para pessoas sensíveis, a Tartrazina é fatal). Sucos industrializados também devem ser evitados, alimentos com Glutamato Monossódico(ex. miojo) também.

Estudo / Cursos:

Estabelecendo horários os estudos não se tornam um fardo e podem inclusive serem fonte de prazer para a criança. A medida que, ela percebe que pode ter um bom aproveitamento, tende a se aproximar mais das questões intelectuais, artísticas e esportivas. E o que era fonte de desequilíbrio, passa a ser promotor de saúde e de uma autoestima forte. Horas de estudo extras, pacotes de cursos longos tendem a exaurir a criança e a fazê-la abdicar do lazer para tentar sua aprovação de alguma forma: mesmo que seja satisfazer o seu desejo de ter sido Gustavo Borges! Isso obviamente não a fará mais feliz e nem saudável.

Lazer:

Criança deve brincar, faz parte dessa fase da vida. Mas os pais podem ajudar no desenvolvimento da criança ao apresentarem atividades diversificadas e socializantes, ao invés do trio: computador-DVD-videogame. Passear com seu animal de estimação ao ar livre, ir a praia ou aos parques urbanos (se não puder ficar em contato com a natureza em regiões distantes da metrópole), incentivar brincadeiras em grupo na sua vizinhança ou prédio (amarelinha, pular corda, pique-esconde) são excelentes para quebrar a rotina do dia-a-dia e estreitar os laços entre pais e filhos. Sempre com moderação: ficar acordado até tarde numa festinha uma vez ou outra tudo bem, mas dormir todos os dias após as 22h não...Até nas férias os dias continuam com 24h...então haverá sempre tempo para mais brincadeira no dia seguinte.

Tudo que foi referido acima, girou ao redor de 'pontos de corte'. Basicamente  para podermos trabalhar num tratamento pediátrico, é necessário que a família faça sua parte, uma vez que a criança ainda não tem recursos próprios para manter-se em equilíbrio. O tratamento só terá sucesso se terapeuta e família estiverem unidos, no mesmo objetivo. O terapeuta não faz milagres e a família sozinha, não tem o conhecimento técnico para melhorar o quadro da criança.

Fazendo esses cortes (dos excessos), podemos caminhar mais rapidamente no sentido de recuperar a saúde infantil - que em geral tende a se reequilibrar de forma rápida - com algumas exceções. É um 'beabá' que repito, pode parecer bobo, mas funciona, porque é a base de sustentação de qualquer tratamento pediátrico ou adulto: uma rotina de vida saudável.

Nas próximas postagens serão abordadas a contribuição de terapias específicas para casos pediátricos comuns. Até a próxima!







Veja também...

Tags

Acupuntura MTC Energia Terapias Corporais Massagem Meridiano Terapia Ocupacional Agulhas Auriculoterapia Cultura Diagnóstico Dores Articulares Moxabustão Pediatria Prevenção Reabilitação Relaxamento Saúde do Homem Teoria Tratamento auto-massagem crianças doenças infantis eletroacupuntura estética Articulações Atendimento Social Compulsão Contato Disfunção Erétil Dor Equilíbrio Energético Filosofia Homem Praticas Integrativas e Complementares Responsabilidade Social Saiba Mais Saúde da Mulher Shiatsu Técnica Voluntariado depressão infantil obesidade infantil pele stress Alimentação Analgesia por Acupuntura Anestesia Atividade Bach Bioeletrografia Cirurgia Coluna Coração Cosméticos Cronobiologia Cérebro Deficiencia Visual Deficiência Visual Dependencia Dependência Dieta Digestão Disfunção Sexual Do-In Doenças Ocupacionais Estomago Exame Five Five Konzept Florais Fotos Kirlian Fármacos Gestante Gestação Gravidez Hair test Higiene Hipertensão Impotência Impotência Sexual Inclusão Indústria Farmacêutica Kilian Leitura Complementar Libido Literatura Recomendada Livros Língua Mineralograma Musculos Neurologia Obesidade Orientação e Mobilidade PIC Parto Pedras Quentes Percepção Período Menstrual Política de Saúde Pressão Alta Protocolo NADA Qualidade de Vida Quelação Saúde Silício Stiper TO TPM Tato Terapia Floral Trabalho Visão Vícios artemísia banho terapeutico cadeias musculares calor dermatoses prolongamento rotina doméstica treinamento

Video