Biossegurança

Você sabe o que é Biossegurança? Certamente  que todos se perguntam qual é a qualidade do material utilizado em Acupuntura, se é esterelizado, se pode ser reaproveitado, bem como qual é a procedência dele e como o profissional vai utilizá-lo. Muito bem, estamos falando então em Biossegurança, ou seja, situações que trazem risco à manutenção da vida.


 Mais especificamente, nos referimos à  medidas de proteção tanto ao paciente(ou cliente),  profissional e até mesmo ao ambiente, buscando minimizar as chances de contaminação por qualquer microorganismo, sejam vírus, bactérias, etc presentes nos materiais utilizados em seu atendimento.


Observe a higiene do local onde você fará seu tratamento. Para aqueles que dispõe do serviço em casa, a maior preocupação é quanto a assepsia das mãos do profissional e do material, sobretudo a utilização de agulhas descartáveis. Isso gera uma grande polêmica, pois ainda não foi feita uma lei específica para as agulhas de acupuntura, ficando ao encargo da conscincia dos Acupunturistas, seguir as recomendações da Secretaria de Saude do seu estado.

Aqui no RJ, desde 2008 a recomendação é a de seguir o mesmo procedimento para as agulhas de injeção, ou seja: utilizar uma vez e descartar. No entanto, não é essa a realidade que vemos por aí... O que mais tem é profissional fazendo estojo de agulhas, ou pior ainda: utilizando tubos de ensaio para guardar o que foi utilizado e 'reaproveitá-lo' na próxima sessão.

O paciente não sabe, mas é dever do profissional explicar que as agulhas devem ser descartadas, até porque, foram feitas para isso. As agulhas guardadas nos tubos de ensaio ficam com as pontas rombas e porosas, o que pode causar dor nas proximas sessões, já que a inserção deixa de ser entre as células e passa a ser 'rasgando-as'. Há tempos atrás, para manter essas agulhas 'esterelizadas' eram utilizadas pastilhas de formalina (sim, derivada do formol, produto altamente cancerígeno), dentro do tubo de ensaio, em contato direto com as agulhas.
Hoje, a venda da formalina está proibida, ainda bem, mas muitos ainda utilizam o tubo de ensaio sem saber que estão fazendo uma cultura de bacterias nas microgotículas da linfa, que ficam nas lâminas das agulhas.

Embora seja levantado mais um problema (o que fazer com a geração de resíduos - que será debatido em um segundo momento), temos que ter em mente que a saúde do paciente é o bem mais precioso e nada justifica a reutilização, cabendo ao terapeuta dar o destino final, adequado ao material.

Com o descarte podemos evitar inclusive a troca acidental de estojos entre pacientes homônimos e todo o procedimento que deve ser feito sob suspeita de contaminação por material perfuro-cortante. Evitamos, não apenas SIDA, mas Hepatites, infecções bacterianas ou fungicas, alergias, etc.


Para quem ainda não se convenceu, caso ocorra um tipo de acidente deste, é necessário passar por toda uma via crucis, notificar o sistema de saude e entrar com medicação retroviral (incluso AZT).Fazer todo ciclo como um paciente suspostamente infectado. Isso dá trabalho, gera preocupação e ninguém deseja para seu pior inimigo. Então é melhor passar a idéia de ser um cliente chato e exigir sim suas agulhas descartáveis. Proteja-se! Afinal você está buscando sua saúde!



Veja também...

Tags

Acupuntura MTC Energia Terapias Corporais Massagem Meridiano Terapia Ocupacional Agulhas Auriculoterapia Cultura Diagnóstico Dores Articulares Moxabustão Pediatria Prevenção Reabilitação Relaxamento Saúde do Homem Teoria Tratamento auto-massagem crianças doenças infantis eletroacupuntura estética Articulações Atendimento Social Compulsão Contato Disfunção Erétil Dor Equilíbrio Energético Filosofia Homem Praticas Integrativas e Complementares Responsabilidade Social Saiba Mais Saúde da Mulher Shiatsu Técnica Voluntariado depressão infantil obesidade infantil pele stress Alimentação Analgesia por Acupuntura Anestesia Atividade Bach Bioeletrografia Cirurgia Coluna Coração Cosméticos Cronobiologia Cérebro Deficiencia Visual Deficiência Visual Dependencia Dependência Dieta Digestão Disfunção Sexual Do-In Doenças Ocupacionais Estomago Exame Five Five Konzept Florais Fotos Kirlian Fármacos Gestante Gestação Gravidez Hair test Higiene Hipertensão Impotência Impotência Sexual Inclusão Indústria Farmacêutica Kilian Leitura Complementar Libido Literatura Recomendada Livros Língua Mineralograma Musculos Neurologia Obesidade Orientação e Mobilidade PIC Parto Pedras Quentes Percepção Período Menstrual Política de Saúde Pressão Alta Protocolo NADA Qualidade de Vida Quelação Saúde Silício Stiper TO TPM Tato Terapia Floral Trabalho Visão Vícios artemísia banho terapeutico cadeias musculares calor dermatoses prolongamento rotina doméstica treinamento

Video